sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Prós e contras das kids em suas diferentes faixas etárias


Quem disse que cuidar de criança é fácil? Quem disse que existe algo fácil nessa vida? Como absolutamente tudo na vida há uma parte boa de tudo isso, crianças são o tipo de seres humanos mais fáceis de si lidar, acreditem, por mais que sejam mimadas, birrentas, bagunceiras e deixem a casa de pernas para o ar em cinco minutos, são melhores do que os adultos que levam a vida a sério demais, esquecem de sorrir, são muita das vezes falso e passam por cima dos outros sem pensar em nada e ninguém para conseguirem o que querem... Sabe, de uma coisa eu tenho certeza, você jamais vera uma criança falsa, se ela não gosta de você, ela simplesmente demonstra, ela fala, ela faz cara feia pra você e as vezes até te bate, mas também ela te ama... Enfim pensando bastante em qual faixa etária de crianças eu gostaria de cuidar durante meu ano no EUA e fiz uma lista das coisas que eu ACHO positivo ( + ) e negativo ( - )...

Crianças de 0 a 3 anos:

( + )São lindas, fofas, não vão bagunçar toda a casa e nem te desrespeitar, você ira acompanhar todo o desenvolvimento dela, desde os dentinho crescendo a ver ela andando, aprendendo a falar e tals deve ser muito gratificante você vendo seu bebe se desenvolvendo e saber que parte de todo esse desenvolvimento tem um dedinho seu *O* 
( - )O pior é trocar fraudas e limpar gorfos, mas também tem o fato de quando a criança é muito pequena a Au Pair fica o tempo inteiro enfiada dentro da casa cuidando do baby e muita das vezes no tédio profundo porque se é bebê de meses ele ira dormir grande parte do dia.



Crianças de 4 a 7 anos:

( + ) São mais ativas, você poderá desenvolver mais atividades, podera ter diálogos fofos *O* poderá levá-la no parque, levá-la para passear na vizinhança; se ela estiver em alguma escolinha ira ajudá-la com as lições e afins, e ter os playdates, acho esses encontros fofos *O*

( - ) São as mais mimadas e a Au Pair tem que ser extremamente criativa para elaborar atividades dia após dia, pois as vezes o 'serem mais ativas' não é necessariamente algo bom rs




Crianças de 8 a 11 anos:

( + ) Essas devem ser as melhores, primeiro elas passam mais tempo na escola e você tem mais tempo off pra desenvolver as SUAS atividades, cursos e afins. Segundo os passeios podem ser mais interessantes, como ir ao cinema, fazer compras, os diálogos serão melhores e é a faixa etária que melhor ajuda a Au Pair a desenvolver o inglês e terceiro e melhor parte é que é com essa faixa etária que geralmente os pais saem com os filhos para passeios mais legais como parques como Disney, Harry Potter e Universal Studios e a linda da Au Pair, geralmente os acompanha rs.


( - ) São as mais difíceis de serem conquistadas, não é que nem os pequeninos que dois meses depois já dizem que te ama, são mais mal humoradas e são as mais rebeldes, não por serem mimadas, mas talvez pelo fato de estarem a beira da transição de criança para adolescente.





Obs: Mas claro que, tudo isso varia de criança para criança, mas de um modo geral, é assim que as vejo rs

domingo, 11 de novembro de 2012

Dica de filme: 'The Nanny Diaries'



Poxa quem nunca assistiu a esse filme? Confesso que as três primeiras vezes que assisti a esse filme foi pelo motivo de eu ser fã do Chris, o par da garota principal do filme, mas é engraçado quando você assisti após tomar a decisão de ser Au Pair, pois não só a garota principal, mas as outras Nanny também passam uma boa ideia do que podemos e talvez iremos viver lá no EUA, HM loucas, HD safados, pessoas que vão te tratar como novatas, kids abusadas, folgadas, impossíveis e que inicialmente te odeiam loucamente... E é interessante como você se imagina em cada coisinha que ela faz, cada palavra, cada problema, conflito, dificuldade e cada momento bom também, afinal esse filme prova isso, que dificuldade sempre teremos, mas vale a pena... E o principal dessas semelhanças,  talvez seja o motivo que ela escolheu ser uma Nanny seja o mesmo motivo que muitas de nós escolhemos ser Au Pair, pois esse filme conta a história de uma garota recém formada  e que não consegue se definir como pessoa, não sabe quem ela é e quem ela deseja ser; e após essa crazy experiência ela termina o filme sabendo exatamente quem ela é. 

Obs: Quem ainda não assistiu ta ai a dica do dia: O Diário de uma baba (The Nanny Diaries).

 "Devemos mergulhar no desconhecido para conhecer o nosso próprio mundo." By: O Diário de uma babá

domingo, 23 de setembro de 2012

- Progresso no inglês

Nha estou feliz comigo mesma, confesso que meu inglês ainda se resume em básico do básico, mas a sensação de ouvir musica e entender algumas palavras e assistir series e entender pequenos diálogos, não tem preço. Minha vida esta bem corrida, trabalhar  estudar every day é o que ha, restam-me pouco tempo durante minhas tardes - que geralmente as gasto dormindo - e poucas horas no fim de semana, sábado só tenho a noite livre e domingo 'quase' o dia inteiro, e esses meus minutinhos, sim eu considero minutinhos livres, sempre tento assistir series legendadas, essa semana terminei a segunda temporada de The Walking Dead e a Primeira Temporada de Pan Am e comecei a segunda temporada de Dawnson's Creek e sempre que deito na minha cama antes de ir dormir eu assisto algum filme legendado e sem contar que estou viciada em The Big Bang Theory, Friends e Two and a Half Man - series de comédia que passam o dia inteiro na Warner - e estão me ajudando muito, todo dia eu aprendo alguma palavra ou uma expressão nova e acho isso tudo muito legal, e como estou fazendo curso sempre peço ajuda para minha teacher e estou feliz com meu 'pequeno' progresso, mês que vem acho que vou me desligar da empresa que estou trabalhando, afinal lá não me preenche mais profissionalmente, e então vou me dedicar muito ao inglês, fora as horas do curso, quero estudar mais umas duas horas em casa, sem contar com o tempo que leio e assisto coisas em inglês e enfim lutar muito para que no máximo em um ano e meio eu esteja com um inglês que eu considere intermediário. Afinal o fator principal para entrar nesse intercambio é o Inglês. 


"Esforce-se para viver, ou esforce-se para morrer." By: Um Sonho de Liberdade

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A Fase Pré Au Pair atrapalha sua vida?

... E tudo que eu quero é encostar minha cabeça no travesseiro e ver os dias passar...
Pois é sempre fui uma pessoa extremamente ansiosa e realmente não sei se é esse momento pré Au Pair que esta atrapalhando a minha vida ou só eu, simplesmente eu fazendo as coisas tudo errado =// No começo do ano eu comecei a fazer meu curso de Tecnico em Eventos e adorava, mas sei lá eu tava sem trabalhar e só estudar e ter dividas pra serem pagas e desempregada me depreciava muito, me deixava com muito tempo livre pra pensar em um milhão de coisas, como por exemplo como eu faço um milhão de planos na minha vida, mas nem 1% deles dão certo, mas enfim eu tava meio revolts porque não passei na facul e tals – já comentei isso em algum post anterior – e no meio do ano decidi ser Au Pair, mais a dondoca aqui de 19 anos não tem inglês, pois é em pleno século XXI eu fiz milhares de cursos – incluindo canto, musica, comecei aula de violão, curso de informatica e todos eu desisti – mais enfim quis dizer que fiz tudo menos criei vergonha na cara pra fazer inglês e o fato de eu não ter inglês faz com que meu processo seja adiado por pelo menos até o fim do ano que vem e isso me irrita, eu queria ir na agencia amanha fazer meu teste de inglês, queria embarcar no Maximo em outubro, queria ir no fim de semana ir comprar os presentes da minha host family, queria agendar meu visto e postar I GOT MY VISA ou I HAVE A MATCH e isso ta me deixando muito mals sabe =/ Eu não sei esperar, to desanimada com o curso, não fui essa semana pro curso, to de saco cheio do meu new job – isso porque estou lá vai fazer ainda um mês – e tudo que eu penso eh ‘queria ficar o dia inteiro em casa estudando inglês’, porque serio to fazendo curso, gosto muito, mais o processo lá é muito lento, eu preciso de inglês RIGHT NOW =/ Eu fico planejando quais os primeiros lugares que eu vou visitar, como vai ser minhas kids, minha host family, se vou fazer muitas amizades, se vou ficar muito no alone, fico até planejando minha festa de despedida, já fiz a metade da lista de convidados... ta vendo como sou ansiosa? =/ É como se eu tivesse parado de viver meu agora e só penso no mundo auperiano, não to sabendo lidar com isso =/ E sinto que isso ta acabando com meu emocional, ando estressada, triste, me sentindo incompetente, mas não quero desistir do meu curso, não quero parar de trabalhar, mais não estou tendo forças pra nada =/ Ontem faltei no job sem motivos =/ e sei lá espero que seja uma fase e que eu aprenda a lidar com isso, pq pensa se isso de ser Au Pair ainda ta tudo errado, só vou me sentir pior ainda =// ‘VIVER UM DIA DE CADA VEZ’ I can do that... I hope


"Eu me preocupava bastante com o que queria ser quando crescesse, quanto ganharia ou se me tornaria alguém importante. Às vezes, as coisas que você mais quer, não acontecem. E às vezes, as coisas que jamais esperaria, acontecem." - By: Amor e outras drogas

domingo, 12 de agosto de 2012

- PALCO DA VIDA -

- Lembro que ouvi esse poema em um momento muito dificil na minha vida, onde parecia que o universo conspirava contra, mas ele me deu um up principalmente com essa frase 'Pedras no caminho? Guardo todas... Um dia vou construir um castelo!' e por achar ele tão lindo e tão inspirador, hoje venho aqui compartilha-lo com vocês, espero que gostem tambem s2

PALCO DA VIDA


Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá à falência.

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da  própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer "eu te amo". É ter humildade da receptividade.

Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz... E, quando você errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para lapidar o prazer.

Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.
Jamais desista de si mesmo.Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário

Pedras no caminho? Guardo todas... Um dia vou construir um castelo!
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

¿Porque ser Au Pair?

Me fizeram essa pergunta recentemente e antes mesmo de tomar a decisão eu pensava muito sobre isso, e fiz uma listinha de coisas boas e ruins nesse mundo Auperiano, pra tentar me convencer de vez a ir ou não ir. Claro que tem mais coisas, mas são essas que consegui pensar no momento.

Prós:
1º Eu acho que nasci no país errado, e esse é o jeito mais econômico de viver por um ano no país certo haha;
2º Meu sonho é conhecer L.A, então se eu for sei que vou conhecer; mesmo que seja no meu ultimo dia lá, mas eu vou dar uma passadinha em Los Angeles;
3º Vou realmente aprender inglês, porque esses cursos que fazemos, pelo menos pra mim, eles te dão uma base, mais aprender mesmo é quando você realmente esta cercada de pessoas que falam o idioma e é obrigado a fala-lo o tempo inteiro para se comunicar com as pessoas, sem ter outra opção, ou você fala ou você fala.
4º Amo crianças, e sempre me apego muito fácil a elas;
5º O fato de você ter no seu currículo que viveu por um ano no exterior, conta muito; Ainda mais pra mim que pretendo seguir a área de Turismo e Hotelaria...
6º As viagens *-* Que pra mim é a melhor parte haha Pretendo conhecer muuuuuuitos lugares *O* - Vi uma menina que conheceu 11 Estados, achei isso incrível *O*
7º As pessoas que você vai encontrar nesse caminho, e simplesmente vão  te marcar, deixando saudades e novos aprendizados,
8º Viver outra cultura, e a melhor de todas que é a americana – que eu amo demais –
9º Dar um tempo desses problemas do dia a dia, dessas coisas que te deixam pra baixo - e enfrentar novos rs -
10º O amadurecimento que eu tenho certeza que eu vou ter como pessoa;
11º E o fato de que tenho certeza que quando eu voltar de lá vou valorizar mais ainda a vida e as pequenas coisas.

Contras:
1º Tenho medo de ter uma família ruim,
2º Tenho medo de eu ser muito consumista e não conseguir guardar Money pras viagens,
3º Tenho medo da minha host me fazer de escrava e eu não ter dias livres,
4º Tenho medo das crianças serem muito mimadas e eu não conseguir me adaptar a elas,
5º Como eu disse, me apego demais as pessoas, por isso tenho medo também de me adaptar lá muito fácil e não querer voltar, porque do mesmo jeito que dói deixar tudo aqui, vai doer deixar tudo lá;
6º Tenho medo que aconteça algo ruim com alguém que eu amo aqui enquanto eu estiver lá =/
7º Tenho medo da família me odiar e eu ter que passar por um rematch...
8º Tenho medo de não me adaptar a cultura, pessoas, local, escola e tudo que eu tiver que fazer lá =/

Enfim, acho que são mais medos do que realmente contras desse mundo rs, sei que estou sujeita a acontecer todos esses tipos de coisas e até mesmo coisa piores, mais enfim, já vi meninas que tiveram muitos problemas lá, não completaram um ano e ainda acham que foi a melhor coisa que aconteceu na vida delas, então são riscos que eu estou disposta a passar, afinal se nunca enfrentarmos nossos medos, acho que simplesmente nunca sairemos do lugar, nunca iremos evoluir como seres humanos e sempre viveremos nessa bolha que é o nosso mundinho... 

Que seja a melhor experiência para todas nós. s2

"A única coisa que você pode controlar são suas escolhas." By: Antes que termine o dia

domingo, 22 de julho de 2012

~ Vida nova ~

Nossaaaaa meu Deus como esta corrida a minha vida, depois de quase 7 meses sem trabalhar, coçando muito, só aproveitando sombra e água fresca do dia a dia, essa semana comecei a trabalhar, na terça terminei de entregar toda a documentação e na quarta comecei a trabalhar.

Obs: Quarta foi minha prova pratica de direção, haa quase morri, com aquele cara gritando horrores comigo ACELEEEERA, VIRA O VOLANTE, VAI, VAI LOGO, MAIS RÁPIDO. Gente fiquei tão apavorada =/ mais agüentei, foram 2 minutos de pura raiva, sofrimento e vontade de mandar aquele cara tomar no c* e pronto quando sai de lá sai vitoriosa, porque passei rs – Menos uma preocupação na minha vida agora é só esperar a lindeza chegar rs.

Enfim, entro as 08:00 da manha no new job, tenho que acordar as 06:00 – e to morrendo porque eu acordo por volta de 12:00 desde a metade de dezembro do ano passado, mais enfim saiu as 14:00h do trabalho, chego em casa por volta de 15:20, quarta começa as aulas entrarei as 19h sairei as 23h e chego em casa uma 00:10 e pra piorar na outra semana começa o inglês, toda segunda-feira as 16:00, wal e na minha vida online, tem os blogs de Au Pair, que não quero deixar de ler, nem deixar de atualizar o meu, sou dona de dois Fã Clubes, que também não posso abandonar E tem meu face e meu twitter que sou muito viciada haha, serio querem mais ou ta boom? Eu já to morrendo, imagina quando voltar tudo? JESUS ME AJUDAAA, mas que venha dinheiro pra minha conta pra eu pagar meu programa e que venha o inglês necessário pra eu ser Uma Linda Au Pair rs


Obs: E um obrigada especial para as pessoas perfeitas que andam comentando aqui *-*


"Ser guerreiro não exige perfeição ou vitória ou invulnerabilidade. Ele é a vulnerabilidade absoluta. Essa é a única coragem de verdade." By: Poder Alem da Vida

sexta-feira, 6 de julho de 2012

CNH - Carteira Nacional de Habilitação


Espelho, espelho meu, existe algo mais chato que tirar CNH? Não – Talvez preencher o App, mais como ainda não estou lá, não sei haha – 

Comecei minhas aulas de CFC – Centro de Formação de Condutores – no ultimo dia de Janeiro, fiz aula todos os dias durante duas semanas – dormia nas aulas mais do que tudo – depois disso enrolei quase dois meses pra ir pegar o certificado dessas aulas, quando enfim peguei, fui na auto escola e agendei a prova teórica, quase um mês depois foi minha prova, nisso já faziam três meses que eu tinha tido as aulas e estava morrendo de medo de não lembrar de nada e não passar haha enfim passei e demorei mais duas semanas pra ir agendar as aula práticas, fiquei quase um mês fazendo aula – só não terminei antes porque é obrigado fazer aulas noturnas e como eu estudo a noite, deixei pra fazer em Julho essas aulas – enfim depois de duas semanas horríveis de aulas teóricas, todos aqueles dias chatos de ir na auto escola – entregar documentação, agendar aula, agendar prova, aguentar instrutores tarados rs e aquelas 20 aulas chatas práticas – mas não tão chatas quanto as teóricas - finalmente terminei *-* agora é só ir fazer a prova dia 17 e finalmente estou livre disso; e é um requisito a menos a cumprir, pra eu finalmente ser Au Pair *_*


"Sempre há algo acontecendo." By: Poder Alem da Vida

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Dica: Trabalho voluntário para as horas com as kids

Tudo o que você faz bem, pode fazer bem para alguém. Faça a diferença! Seja Voluntário!

Nha eu sou dessas que sempre gosta de ajudar as pessoas rs e o fato de algumas meninas não terem horas com kids acho que a melhor forma é fazendo o trabalho voluntário, você se sente bem com você mesma e junta o útil ao agradável – Já que temos que ter horas com kids – enfim, não que eu tenha experiência com crianças rs, mas encontrei um site bem legal de voluntários é o http://www.voluntariado.org.br.

O primeiro passo é agendar uma palestra de voluntariado, lá tem o telefone e sempre tem palestras, quando eu liguei pela primeira vez – foi em uma segunda – e na quarta e no sábado tinham palestras, foi bem legal a palestra, teve dinâmicas e tals, não foi algo maçante. No fim da palestra eles dão um certificado de duas horas de palestras de voluntários – que me disseram que você tem que apresentar no lugar que você for exercer o trabalho voluntario - então após a palestra, você entra novamente no site e vai na guia: Busque sua Organização, ai é só colar o CEP da sua casa, escolher a área e o Publico ‘que no caso são as crianças’ e é só pesquisar e pronto lá aparecem todas as instituições próximas a sua casa é só escolher a que mais te agrada e ser feliz =]

Dica: Não mandem e-mails, eles raramente respondem, ligue e fale com alguém responsável pra você fazer uma visita, se você gostar perfeito, se não é só procurar uma outra que atenda suas expectativas

Obs: Esse Centro de Voluntariado eu ACHO que é só pra SP. 


"Confia no teu coração se os mares pegarem fogo. E viva pelo amor, mesmo que as estrelas caminhem em direção oposta." By: A Morte e a vida de Charlie

terça-feira, 3 de julho de 2012

First Post *-*

 Oiie meu nome é Paula, moro em SP, tenho 19 anos e atualmente faço técnico de Eventos....  E isso é tudo o que vocês precisam saber sobre mim nesse momento rs afinal com o decorrer dos posts, sei que no fim muitas meninas aqui vão me conhecer melhor do que muitos amigos meus, afinal, quando agente escreve um blog agente se abre, expõe sentimentos, medos, expectativas, planos e etc...

Maaas enfiiim... Primeiro post do blog que lindo *-* E já me vejo naqueles típicos conflitos de uma Au Pair...

Passei meu ultimo ano do Ensino Médio ouvindo minha melhor amiga falando que o sonho dela era ser Au Pair, passávamos horas conversando sobre isso, ela me contava tudo sobre o que ela lia em blogs, pesquisava e afins, antes disso eu não sabia que bagaça era essa, eu já logo pensava 'Meu Deus ela é louca? Cuidar de criança? Ainda mais aquelas americanas que provavelmente são todas riquinhas e super mimada? Tô Fora' Mais ela sempre me apoiava e ouvia minhas loucuras de fã - Sim eu era fã roxa de RBD, passava noites na rua, dormia em aeroportos, hotéis, trabalhava o mês inteiro pra comprar ingresso pro show deles, as vezes eu ainda faço umas loucuras dessas, afinal RBD PRA VIDA s2 bom o que eu posso dizer com toda essa loucura é que realizei meu sonho, conheci, abracei, beijei, peguei autógrafo, tirei foto com todos e alguns foi até mesmo, mais de uma vez *O* Não me arrependo de nada e acho que isso que importa - Enfim ela sempre ouvia e me apoiava nessas coisas, então me sentia mais do que na obrigação de fazer o mesmo com ela. Mais a alguns meses ela desistiu disso, isso a deixou muito triste, e eu fiquei triste porque sei o quanto ela queria ser... ela começou a namorar, ta fazendo faculdade, arrumou um emprego legal e a mãe PRECISA dela, então ela resolveu abrir mão desse sonho.

No começo do ano, eu tava muito desanimada, não passei no vestibular, apesar de fazer Técnico em Eventos, queria fazer faculdade, tinha saído do meu emprego, e eu amava trabalhar lá, isso acabou comigo, eu era estagiaria na SABESP em Pinheiros - mais sai pq lá eu só podia ficar enquanto eu estivesse no Médio - e minha vida tava uma droga, indo de mal a pior, e meu sonho sempre foi ir pra Los Angeles - Porque meu sonho é ser cineasta e Hollywood é esse mundo todo *O* haha minha vida toda é o James Cameron, ele me inspira - Pra quem não sabe é o diretor de Titanic e Avatar, sonho em criar e produzir filmes bons assim, melhor nunca, porque ele é O cara; enfim até hoje eu acho que nasci no País errado haha, fiz minhas contas e percebi que pra fazer tudo que eu queria fazer lá eu precisaria juntar de 10 a 12 mil reais e eu queria ir no máximo no fim do ano que vem, sem trabalhar como eu ia juntar toda essa grana? =/ E fora que um garoto, no dia que estávamos no aeroporto esperando Zac Efron, olhou pra minha cara e disse que com SÓ isso eu não conseguiria fazer tudo o que eu queria, entrei em panico e em depressão, ai fiquei mals, afinal se eu já tava pensando em como arrumar os 10 mil imagina mais... mas eu sempre pesquiso hotéis e passagens para L.A e tals; e a um pouco mais de um mês eu estava pesquisando pacotes e tals e achei algumas coisas no site da CI e tinha uma pagina falando sobre Au Pair, lembrei da minha amiga e comecei a PESQUISAR MUITO, comecei a me interessar, comecei a ir em palestras e atualmente estou lendo mais blogs do que respirando haha e então decidi ser Au Pair *-* E nas minhas férias e no meu 13º mes pra onde eu vou? L.A *O* Até pq é bem mais barato assim rs, vou ter que esperar mais =// mas... Mais eu só vou em 2014 =/ Porque? Porque não tenho a droga do inglês, nunca fiz curso, nem horas com crianças haha, vou entrar em algum curso agora em agosto, e assim que eu começar a trabalhar eu começo a pagar aqueles intensivos de 15 ou 18 meses; bom enfim é isso. E talvez mais pra frente ou até mesmo agora, espero encontrar meninas que pretendam dar entrada no fim de 2013 pro começo de 2014 nesse processo, queria muito fazer isso com alguém haha *O* Quero muito ter alguém pra conversar, trocar planos, experiencias e alguém que me entenda pq eu falo com a minha mãe, ela até é compreensível me houve e tals, já até falou que paga o programa pra mim *O* mas não é a mesma coisa, enfim meu primeiro post e já ta uma bíblia haha.


"Se há algum tipo de magia nesse mundo, deve estar na busca de compreender alguém, compartilhar algo." by: Antes do Amanhecer

Translate

Follow by Email